Artigos

Estrias! O que fazer?

As estrias são cicatrizes atróficas que se formam quando há destruição de fibras elásticas e colágenas na pele. Alguns fatores que levam à distensão da pele como gravidez, aumento de peso, implante de prótese mamária, uso de anabolizantes ou fatores hormonais, medicamentosos e genéticos são responsáveis pelo seu aparecimento. Esses fatores levam à diminuição da espessura da derme e epiderme, formando linhas atróficas na pele.

No início são de cor rósea ou púrpura, podem apresentar leve coceira e, com o passar dos anos, ficam esbranquiçadas.

A distribuição varia em homens e mulheres. Nas mulheres predominam nos flancos, coxas, glúteos, abdômen e mamas. Nos homens são mais comuns nos ombros, braços e costas.

Ainda não existe cura para as estrias, porém os tratamentos disponíveis conseguem melhorar significativamente a aparência. O sucesso do tratamento depende do local da estria, da sua espessura e da sua fase, sendo que as recentes respondem melhor. Fatores genéticos, raciais e a idade também podem influenciar.

A prevenção ainda é a melhor conduta. Além de controlar os fatores causadores, é recomendável hidratar bem a pele diariamente, manter uma ingestão adequada de água e uma alimentação balanceada, incluindo alimentos ricos em vitamina C, que são antioxidantes e contribuem para a produção de colágeno.

Dentre os tratamentos disponíveis hoje, podemos contar com o uso diário de ácidos (retinóico, glicólico e alfa-hidroxi-ácidos), que ajudam na renovação celular e na formação de colágeno e com os peelings mensais de ácido retinóico, que atingem camadas mais profundas na pele. Também dispomos da microdermoabrasão (lixamento da pele), laser (como o laser de CO2 e o Erbium), infravermelho e subcisão, técnica onde é realizada a ruptura das traves de fibrose das estrias com uma agulha, podendo associar o preenchimento com ácido hialurônico.

Para saber qual o tratamento mais indicado em cada caso é necessária a avaliação de um dermatologista. Espero você!estrias